25 de maio de 2014

Street Fighter Tribute

















É inegável que 2014 é o ano das grandes collabs, de Dragon Ball a Hayao Miyazaki e entre outros. Dessa vez acaba de surgir uma com um tema que todo saudosista de plantão, amante de jogos de luta (tipo eu) curte pra caramba, e eu recebi o convite pra fazer parte dele. Trata-se do tributo para o jogo de luta mais revolucionário de todos os tempos: Street Fighter II.

No total são 17 ilustradores, um para cada lutador, cada um com a sua visão sobre o seu lutador escolhido para o tributo. Na verdade o collab já está rolando desde o dia 19/05 com uma ilustração de um lutador postada por dia, infelizmente só hoje eu tive tempo pra divulgar decentemente.

Essa imagem acima eu fiz contando com a ajuda da Ingrid Almeida (que também está participando) no logo pra fazer a divulgação do tributo, mas ainda tem outra arte que eu fiz de um lutador que está pra sair, quem quiser conferir é só clicar no tumblr ou entrar e curtir a página do supergamerman no facebook, que é quem está organizando tudo desde o começo.

Enfim, já falei demais

Entre lá, curta e siga!

Falou!

24 de maio de 2014

6 de maio de 2014

Surface Pro

Dessa vez farei um post diferente, não será uma ilustração, está mais pra um post ostentação! (hehe, brincadeira, odeio esse termo, até seria se fosse outro produto que eu vou citar daqui a pouco). Resolvi fazer porque não vi muita coisa na internet, pelo menos não por artistas, só vi um post lá no blog da Ila Fox e ela me ajudou a tirar algumas dúvidas.




Já faz um tempo que eu queria uma Cintiq ou algo que se aproximasse disso. Como é um produto relativamente caro aqui em terras tupiniquins e não conheço muita gente que vai pra fora comprar coisas, resolvi dar uma pesquisada no mercado livre e encontrei uns preços mais acessíveis. Nos últimos tempos também me surgiu a necessidade de ter algo mais portátil como um notebook, pra não limitar o meu tempo de trabalho só no home office, podendo viajar mesmo quando tem algo pequeno pra entregar. Vi que a Wacom lançou a Cintiq Companiom, um híbrido (mistura de notebook com tablet) que aqui no Brasil custa MAIS DE 8 MIL!!!! (isso sim seria ostentação)

MAIS DE 8 MIL!!!
SÓ PODE SER UM ENGANO!


Visto a fábula que é o preço, já conhecia uma alternativa mais barata que é o Surface Pro, não sabia muito sobre as especificações, tirei algumas dúvidas, pesquisei no mercado livre novamente e decidi pegar. Enfim, aqui estão as minhas impressões:

- Na minha pesquisa vi que ela possuía 1024 níveis de pressão, função principal que eu buscava mas é o que geralmente encarece o produto, porém essa função só funcionava em 3 programas que eu não me lembro agora mas que não eram muito profissionais, mas isso é algo que é contornado simplesmente baixando um driver pequeno no site da própria wacom.

- Existem duas versões do modelo Surface, a Pro e a RT. Ambas vem com o Windows 8, mas a versão RT não permite instalar softwares que eu uso no PC, só Apps da Windows Store, coisa que eu não tenho interesse. Já a versão Pro você pode usar tanto os Apps quanto os softwares compatíveis pra PC, resolvi usar ela justamente por causa do Photoshop, que junto com o Illustrator, são os softwares que eu tenho mais afinidade. A versão Pro também vem com espaço maior de armazenamento, resolvi pegar um com 128GB

- Uma coisa também que é bem bacana é que ele vem com um tecladinho que as teclas acendem no escuro, você pode até dobrar ele pra parte de trás ou mesmo desencaixar se quiser usar o Surface mais como um tablet.

- Usando o Photoshop percebi que não seria a maravilha que eu imaginava. Eu instalei a versão CS6 e ele não foi pensado pra ser usado em dispositivos móveis como tablets, é possível mas não é muito prático, já que a resolução fica muito pequena pra clicar nas ferramentas e menus. Eu tenho o costume de usar bastante os atalhos do teclado, usando ele no modo tablet, pode esquecer coisas como Control+Z ou o Control+S, a não ser que você tenha o costume de fazer essas coisas pelos menus, mas os comandos em que se utiliza o Shift pode esquecer, nessa hora vi que os botões configuráveis que fica o lado da tela do Cintiq Companion é uma mão na roda . Mas usando o Surface em cima de uma mesa (de preferência inclinada) com o seu teclado aberto é possível trabalhar de boa com o Photoshop.

- No Photoshop também resolvi testar as funções dos pincéis pra ver se funcionaria igual a uma Cintiq ou uma Intuos, aquela que reconhece a inclinação e a rotação do pincel, mas infelizmente ele não possui essa função, é basicamente uma Bamboo que você pode desenhar direto na tela (não que isso seja ruim, eu acho ótimo). A caneta também tem a função borracha na outra ponta dela, coisa que também tem na minha bamboo e não utilizo porque acho mais prático usar o atalho, mas usando no modo tablet vem bem a calhar.

- Usando o Surface no seu modo tablet pra desenhar, optei em pegar o Sketchbook Pro (devido aos problemas descobertos ao utilizar o Photoshop), podendo assim desenhar sentado, em cima da cama, como se fosse uma prancheta pequena, tô curtindo bastante, vi alguns tutoriais mas ele não tem muito segredo, tem umas funções bacanas como a régua e as curvas francesas, ainda tô descobrindo como funciona os brushes, o programa parece ser bem bacana e prático pra desenhar.



- O Surface possui também uma saída pra monitor possibilitando usar duas telas.Ao usar ele de modo como se estendesse a tela vi que ocorre um pequeno bug quando se vai usar a caneta, ela reconhece a tela do Surface como se você tivesse achatado ela, ou seja, você coloca a caneta no lado direito da tela e vê o ponteiro se mexendo no lado esquerdo perto do meio. O surface também vem com uma saída usb 3.0 e um leitor de cartão microSD.

Bom, no geral eu estou curtindo bastante, apesar do probleminhas eu ainda acho que vale a pena se você procura algo do tipo, devido ao custo benefício, já que uma Cintiq Companion no momento é algo fora de questão pra mim, e outros produtos como um modelo que eu vi da Sony também era um pouco caro e não possuía os mesmos requisitos como os níveis de pressão. Existe um site gringo que possui umas dicas e uns reviews bem bacanas, o http://surfaceproartist.com/. Já existe também o Surface Pro 2, com uma melhora no hardware e nos recursos, e por causa disso mais caro também.

 Enfim, desculpem pelo post longo mas eu queria fazer um review mais completo e não dava pra cortar algumas informações.